Saúde e DDHH
09/06/2014
CACHOEIRAS DE MACACU: GREVE E DENÚNCIA DE DESCASO COM A EDUCAÇÃO


Os Profissionais de Educação da rede Municipal de Cachoeiras de Macacu estão em greve desde o dia 30/05 devido a falta de negociação da database vencida  no mês de março/2014, além de dois meses de reajustes de 14% devidos desde março do ano passado

No dia 05/06 eles se reuniram com a secretária de planejamento do município que apresentou a proposta de 8.84% percentual abaixo das reivindicações e do piso nacional, além de não ter proposta para quitar os valores retroativos referentes a março, abril e maio deste ano.

O Prefeito não esteve presente e o representante da SME fez uma breve fala antes de  se retirar alegando ter outro compromisso. Há meses são solicitados os demonstrativos oficiais de despesa e receitas. A categoria pretende contratar um profissional para realizar os cálculos permitindo que haja transparência no uso dos recursos do município.

Os profissionais tmabém denunciam as péssimas condições de trabalho e a falta de merenda escolar que descumpre as determinações legais previstas no Programa Nacional de Alimentação Escolar - Pnae, que recebe recursos do FNDE (GOVERNO FEDERAL).

Algumas escolas e até creches, tiveram que liberar os alunos mais cedo por falta de merenda. Os pais estão indignados e várias denúncias foram feitas ao Ministério Público.

Em sessão na Câmara de Vereadores na última semana foi informado que não houve licitação para compra de merenda escolar e que na última, só apareceram dois concorrentes sendo mesma foi cancelada sem maiores explicações.

Amanhã dia 10/06, 3ª feira, os profissionais participarão da sessão da Câmara de Vereadores.

Nesta quarta-feira, dia 11/06 às 9h os Profissionais de Educação, alunos e pais farão uma passeata com ato público no centro da cidade e em seguida, nova assembleia para decidir os rumos do movimento.

Fonte SEPE – Cachoeiras de Macacu.


Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação do RJ
Endereço: Rua Evaristo da Veiga, 55 - 8º andar - Centro - Rio de Janeiro/RJ
Telefone: (21) 2195-0450