Saúde e DDHH
09/08/2019
Rede Municipal de Friburgo em greve ocupou as ruas da cidade ontem (dia 8/8)
Com grande número de manifestantes, a greve por tempo indeterminado da rede municipal de educação tomou as ruas de Nova Friburgo nesta quinta, 08/08.
 
O ato público em frente à Prefeitura denunciou as condições precárias de trabalho dos profissionais de educação da rede pública de ensino, reivindicando pautas da própria greve e da Campanha Salarial 2019, como reajuste salarial de 25% para toda a rede, inclusive funcionários de apoio, os quais atualmente têm vencimentos abaixo do salário mínimo e não possuem Plano de Carreira embora este já tenha sido formulado por comissão especial em 2018 e depois engavetado pelo prefeito. Também foi destacado o não cumprimento da lei que garante 1/3 de planejamento ao professorado e as condições inadequadas de trabalho das unidades cujo espaço físico e número de funcionários ficam longe do necessário.
 
Importante ressaltar que diversas tentativas de diálogo nos últimos meses foram ignoradas pelo prefeito, o qual só compareceu a uma das três reuniões que ele próprio agendou com o Sepe, levando os profissionais de educação a decidirem pela Greve como única forma de serem ouvidos. Ainda assim, hoje mais uma vez Renato Bravo (PP) não recebeu os educadores. Uma comissão do Sepe junto de outros manifestantes da base tentou por três vezes, só neste dia 08, agendar um encontro com o prefeito, o qual não estava presente e não pôde ser contatado, de forma que novamente ignorou as demandas educacionais do povo que deveria representar.
 
Diante disso, os manifestantes optaram por sair em passeata pelo Centro da cidade em direção à Câmara Municipal, numa grande demonstração de força frente à intransigência do governante. Chegando ao destino, o sindicato e o Presidente da Câmara, Alexandre Cruz, acordaram em discutir as reivindicações dos grevistas no plenário da casa, de forma que puderam expor suas insatisfações e receberam apoio de membros da casa no que se refere aos absurdos vividos pela educação municipal. Ao fim, firmou-se o compromisso de que as Comissões de Educação e de Servidores Públicos da Câmara recebam uma comissão do Sepe com a base para que se faça pressão sobre o prefeito mais uma vez ausente.
 
Acima de tudo, o dia de hoje marcou firme posição dos grevistas, que se mantiveram fortes na luta por toda a tarde e já se mobilizam para ampliar o grande número de grevistas que se negam a aceitar seus baixos salários, a ausência dos Planos de Carreira, o descumprimento da lei de 1/3 e a inexistência de um aumento real nos vencimentos. Esses e outros pontos, somados às inverdades divulgadas pela SME recentemente, apenas reforçam a necessidade de uma luta duradoura, radical e generalizada, pois foi com essa firmeza que obtivemos vitórias recentes como o piso nacional do magistério, a eleição de diretoras, a garantia de 6 horas diárias pro apoio, o adicional de qualificação no fim do ano e até o “reajuste” de 5% fornecido em 2018.
 
No entanto, há muito pelo que lutar! Sendo assim, convidamos toda a categoria a estar presente amanhã nas reuniões de organização da greve, as quais acontecerão em dois horários: 9h e 14h, na sede do Sepe, de forma a organizarmos corrida às escolas, panfletagens e nosso próximos atos. Já está marcada também a próxima assembleia da rede: dia 13/08 às 15h no CE Jamil El-Jaick. Todos estão convidados para todas as atividades, pois a GREVE depende de nossos esforços e de nossa mobilização, ou seja, tem tudo para ser vitoriosa!
 
Chega de descaso, especialmente com o Apoio, que ainda tem demandas atrasadas da Campanha Salarial 2018! Pelo imediato reajuste com ganho real (25%) a todos e pelo cumprimento da lei de 1/3 de planejamento pro magistério! Nenhum vencimento menor que o mínimo e PCCS já para o Apoio! Por melhorias estruturais nas escolas e por maior valorização dos trabalhadores! Por gratificação para auxiliares de creche e equiparação dos funcionários de 17 horas!
 
Acesse nosso blog e acompanhe essa luta de todos nós, pois somente ela muda a vida dos trabalhadores: 
Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação do RJ
Endereço: Rua Evaristo da Veiga, 55 - 8º andar - Centro - Rio de Janeiro/RJ
Telefone: (21) 2195-0450