Saúde e DDHH
28/02/2019
Ministro da Educação recua novamente e cancela pedido de vídeos nas escolas

Depois de causar o repúdio e a revolta de toda a sociedade por causa de uma carta enviada aos diretores de escolas do país inteiro na qual incluiu o lema do governo Bolsonaro e o envio de vídeos da leitura da mesma aos alunos formados no pátio, o ministro da Educação, Ricardo Velez, voltou atrás novamente. Na semana passada, depois das denúncias na imprensa e da condenação de profissionais e órgãos ligados ao setor educacional, Velez havia retirado o lema do governo federal da carta. Hoje (28/2), o portal do UOL noticiou que o ministro, agora, recuou novamente e cancelou a solicitação dos vídeos nas escolas. Velez, que teve sua nomeação unanimemente contestada por causa da sua defesa de projetos como o Escola Sem Partido entre outros temas polêmicos, desde o início de sua gestão tem se marcado por declarações, no mínimo, escandalosas, que mostram o seu total despreparo para ocupar um cargo público e de importância fundamental.

O cancelamento da solicitação de vídeos enviados pelas escolas se deu justamente num momento em que estudantes em todos país organizam uma mobilização para enviar a Brasília gravações mostrando a realidade das escolas e os problemas enfrentados pela comunidade escolar, como falta de condições de infra-estrutura e instalações precárias e os baixos salários dos profissionais de educação.

Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação do RJ
Endereço: Rua Evaristo da Veiga, 55 - 8º andar - Centro - Rio de Janeiro/RJ
Telefone: (21) 2195-0450