Saúde e DDHH
29/11/2018
Pezão foi preso na manhã de hoje (dia 29/11) por ordem do STJ

O governador Pezão foi preso nesta manhã de quinta-feira (29), por ordem do ministro Felix Fischer, do Superior Tribunal de Justiça (STJ). A prisão dele e de outras oito pessoas têm a ver com as delações dos cinco conselheiros do Tribunal de Contas do Estado (TCE-RJ) em março do ano passado. Depois de ver o seu antecessor Sérgio Cabral condenado por lavagem de dinheiro e corrupção e preso na penitenciária Bangu 8, Pezão, que integrava a cúpula do governo anterior, vinha enfrentando uma série de denúncias sobre corrupção e lavagem de dinheiro.

Enquanto mantinha a política de Cabral de arrochar salários e não investir em setores como Educação, Saúde e Segurança, além de implementar uma série de medidas que penalizavam a população e os servidores públicos estaduais e falir a já combalida economia do Rio de Janeiro, o governador preso hoje manteve em funcionamento o esquema de corrupação no governo do Estado, embolsando milhões de reais ao longo dos últimos anos, segundo a procuradora geral Raquel Dodge e denúncias de políticos já presos pela Operação Lava Jato.

Leia as matérias da imprensa:

https://odia.ig.com.br/rio-de-janeiro/2018/11/5597602-pezao-operou-esquema-proprio-e-recebeu-mais-de-r--25-milhoes--diz-mpf.html

https://extra.globo.com/noticias/rio/paulo-melo-envolve-pezao-no-loteamento-do-detran-23267420.html

https://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2018/11/29/prisao-de-pezao-foi-necessaria-pois-crimes-estavam-em-curso-diz-dodge.htm

https://g1.globo.com/rj/rio-de-janeiro/noticia/2018/11/29/pf-esta-nas-ruas-do-rio-para-cumprir-mandados-na-lava-jato.ghtml

Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação do RJ
Endereço: Rua Evaristo da Veiga, 55 - 8º andar - Centro - Rio de Janeiro/RJ
Telefone: (21) 2195-0450