Saúde e DDHH
10/05/2018
Assembleia da rede municipal do Rio votou pela entrada em estado de greve

Em assembleia realizada na quadra da São Clemente nesta quinta-feira (dia 10/5), os profissionais da rede municipal do Rio decidiram entrar em estado de greve. Depois da plenária, foi realizado um ato público na prefeitura.

Na assembleia também foi deliberado que no dia 6 de maio ocorrerá paralisação de 24 horas, com assembleia às 9h em local a confirmar - após a assembleia, ocorrerá ato na prefeitura (caso seja realizada a votação da reforma da Previdência na Câmara Municipal, o ato será realizado na Cinelândia).

Foi aprovado que no dia em for votada a reforma da Previdência que Crivella quer impor aos servidores também ocorrerá paralisação, com vigília dos profissionais na Câmara de Vereadores - a data ainda não foi marcada.

Também foram aprovadas,  as seguintes propostas: sobre 1/3 de atividade extraclasse, a comunidade escolar deverá cobrar das direções a confecção de novo horário para a volta do recesso, aplicando 1/3. Decidiu-se pela cobrança do pagamento retroativo do 1/3 não aplicado.

Foi aprovada a realização da campanha Fora Crivella. 

No dia 16 de maio, ocorrerá plenária dos professores de Educação Especial, no Sepe, às 18h.

Em maio, também ocorrerá plenária de Educação Infantil, no Sepe, em data e horário a serem confirmados. 

Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação do RJ
Endereço: Rua Evaristo da Veiga, 55 - 8º andar - Centro - Rio de Janeiro/RJ
Telefone: (21) 2195-0450