Saúde e DDHH
08/02/2011
Capacitação da SME continua gerando queixas da categoria


O curso de capacitação que a SME do Rio está promovendo para todos os professores da rede municipal continua gerando problemas e queixas da categoria. Nesta segunda, o atraso de mais de uma hora para o início do curso para cerca de 600 professores de Educação Física, dentro da lona de um circo montada na Quinta da Boavista, causou revolta e mal-estar por causa do intenso calor que fazia no interior do espaço improvisado e sem refrigeração. Quando a secretária Cláudia Costin chegou, com um atraso de mais de uma hora, ela teve que enfrentar vaias e protestos da categoria e o curso acabou sendo cancelado.



Hoje (dia 08/2), o Sepe recebeu uma denúncia de um profissional de educação que foi escalado para fazer o curso num dos campus da Univercidade. Segundo este professor, os fiscais da SME estavam controlando (por meio um scanner eletrônico) a entrada e saída dos profissionais - até mesmo para os casos em que estes iam ao banheiro. O sindicato deixa patente a sua revolta contra tais atitudes da SME e informa a categoria que a sua direção está percorrendo os  diversos locais da cidade onde o evento está sendo promovido, distribuindo panfletos com a real situação da rede municipal e averiguando as irregularidades que estejam ocorrendo com a categoria.


Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação do RJ
Endereço: Rua Evaristo da Veiga, 55 - 8º andar - Centro - Rio de Janeiro/RJ
Telefone: (21) 2195-0450