Saúde e DDHH
04/01/2011
Cabral agora anuncia prova para escolha de direções das escolas estaduais


Em mais um anúncio sobre as medidas que serão implementadas no setor da Educação estadual na sua nova gestão, o governador Sérgio Cabral anunciou que vai aplicar provas para os candidatos que desejarem assumir o cargo de direção nas escolas estaduais. Em reportagem publicada no Jornal O Globo desta terça-feira (dia 4/1), o governador afirmou que a medida visaria a "implementação de um sistema de meritocracia na escolha dos diretores", com o objetivo de acabar com as indicações políticas para a direção das unidades e nas coordenadorias a que elas estão submetidas.



Ao invés de revogar a Resolução da ex-governadora Rosinha Garotinho, que acabou com a eleição direta para diretores de escolas da rede estadual e reimplantar a gestão democrática nas escolas a partir do voto direto da comunidade escolar, o governador mantém o sistema de indicações, disfarçado por meio de uma prova que não garante a democracia do processo eleitoral, nem que os fatores políticos continuem influenciando na escolha dos novos gestores.



A SEEDUC não esclareceu sobre a prova nem quando ela será implementada, mas o sindicato tem informações de que, nos próximos dias, oi governo estadual deverá lançar um grande pacote que incluirá mudanças na rede estadual. Desde o dia 1º de janeiro, data em que tomou posse, Sérgio Cabral tem ocupado espaços da imprensa adiantando alguns pontos do seu plano de mudanças na educação estadual, como a criação de uma gratificação a ser paga aos profissionais pelo cumprimento de metas e, até mesmo, a reciclagem de professores que não atingirem as metas que serão propostas no pacote educacional.



O Sepe avalia que tais medidas são a prova cabal de que Cabral cada vez mais vai fazer uso da  meritocracia - processo que já provou ser falho em vários lugares onde foi implantando, inclusive, nos Estados Unidos, onde o conceito foi desenvolvido na gestão do ex-presidente Clinton - como carro-chefe da sua política educacional.  No dia 12 de fevereiro, o Sepe realizará uma assembléia geral da rede estadual, no auditório da ACM (Rua da Lapa 86), a partir das 10h, e um dos pontos da pauta de discussões certamente será o pacote de medidas do governo do estado para a rede estadual e as formas de mobilização para barrar os ataques do governador aos nossos direitos.

Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação do RJ
Endereço: Rua Evaristo da Veiga, 55 - 8º andar - Centro - Rio de Janeiro/RJ
Telefone: (21) 2195-0450